SMSI: Prefeitura fiscaliza funcionamento do Terminal de Integração Provisório

0

Nesta terça-feira (28), no auditório da sede da Prefeitura de Marabá, após três dias de funcionamento do Terminal de Integração Provisório e o representante da empresa de transporte coletivo RTCM, João Martins, o Secretário de Segurança Institucional, Jair Guimarães, apresentaram à imprensa o novo modelo do serviço de transporte coletivo em Marabá. Também estiveram presentes na coletiva, representantes do Conselho de Transportes, Departamento de Trânsito e Transporte Urbano e Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários.

 

 

 

 

 

 

João Martins informou que o Terminal de Integração Provisório representa um novo momento para o transporte público que tem o objetivo de atender com mais rapidez aos usuários do serviço. “Vamos abrir novas linhas, pois o novo sistema vai facilitar ainda mais a vida da população como uma linha direta com o terminal”, explicou Martins.

João Martins ressalta que serão abertas novas linhas de itinerário dos coletivos

Durante a coletiva, o titular da Secretaria de Segurança Institucional, Jair Guimarães, esclareceu que o Terminal de Integração Provisório é de responsabilidade da empresa de transportes, bem como o funcionamento, cabendo a SMSI a fiscalização. Jair ressaltou ainda que o projeto de construção do terminal definitivo está em tramitação na Câmara Municipal de Vereadores.

“O Terminal Provisório não tem um centavo da prefeitura, toda estrutura foi de responsabilidade da empresa que construiu um provisório. Sabemos que as condições não são as devidas e o representante da empresa já se comprometeu com o poder público de fazer adequações, o serviço da Secretaria, nesse momento, é fiscalizar esse serviço e a operacionalização dessas rotas”, disse Jair Guimarães.

João Martins explicou ainda que um dos grandes problemas neste início de operação do Terminal é a falta de conhecimento do funcionamento do novo sistema pelo usuário, mas será feito um trabalho de divulgação. “O momento é difícil porque muitos usuários ainda não conhecem o funcionamento do novo sistema de integração, mas garantimos que o terminal é necessário pois funciona com êxito em outras capitais, onde já trabalhamos desde a década de 1980. Estamos nos reunindo direto com o poder público para estudar meios de dar mais agilidade aos serviços” explicou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O representante da empresa complementou ainda que as administrações -anteriores de Marabá não tiveram essa sensibilidade com o transporte coletivo. “Nós estamos acreditando nesta nova administração e estamos trabalhando para dar qualidade aos usuários, lembrando que este é um projeto piloto e quando for inaugurar o definitivo a população já vai estar habituada com o novo sistema”, finalizou Martins.

Texto: Victor Haôr

Fotos: Paulo Sérgio dos Santos

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X